segunda-feira, 29 de abril de 2013

Como Jejuar? confira um guia e informacoes sobre Jejum!

Marcadores:


Guia de Jejum e Informações

“Dias virão em que lhes será tirado o noivo. Então eles jejuarão”. Mateus 9:15

“O jejum produz profetas e fortalece os homens fortes. O jejum faz dos juizes sábios; é a segurança da alma, o camarada fiel do corpo, a armadura do campeão, o treinamento do atleta”. Basílio, Bispo da Cesaréia (AD 330–379)

“O jejum… abre o caminho para o inundamento do Espírito e da restauração da casa de Deus. Jejuar nessa época de ausência do Noivo é esperar por Sua volta. Em breve haverá o clamor da meia noite: ‘Eis o Noivo, ide-lhe ao encontro!’ Aí será tarde demais para jejuar e orar. A hora é agora”. O jejum que Deus escolheu, Arthur Wallis

Tem havido um ressurgimento do jejum nas ultimas décadas, em resposta ao chamado de Deus ao seu povo ao jejum regular como parte do estilo de vida de um cristão normal. Precisamos nos preparar adequadamente para que o jejum honre a Deus e cumpra seu propósito. O que segue é um resumo geral dos precedentes bíblicos e um guia para o jejum sábio para te ajudar e encorajar.

O jejum é Bíblico


A prática regular do jejum como um comportamento cristão normal foi ensinado por Jesus (Mt. 6:16–17, 9:15), exercitado pela igreja primitiva (Atos 13:2), e tem sido parte da disciplina regular dos crentes através da história da igreja. A prática do jejum na Palavra normalmente inclui, mas não se limita à abstinência de comida (Dn. 10:3) e pode ser feito em durações variadas – tipicamente por não mais que alguns dias por vez.

Abster-se de todo tipo de comida por períodos estendidos é bíblico, mass raro e incomum na Palavra (Ex. 34:28; I Rs. 19:5-8; Lc. 4:2) e, portanto, não deve ser feito sem aconselhamento ou supervisão apropriada. O mesmo padrão se aplica ao jejum absoluto (o jejum de Ester – nenhuma comida ou água por três dias) de qualquer duração (Est. 4:16). O tempo máximo para um adulto que seja biblicamente suportado é de quarenta dias sem comida, para homens adultos em boa saúde, e três dias sem água. A bíblia não fala de crianças em jejum de comida.

O jejum sempre é voluntário


Embora líderes espirituais possam convidar outros a se juntarem a jejuns como corpo para um propósito específico em mente e por um período específico, o jejum nunca pode ser forçado ou feito compulsoriamente. Tendo isso em mente, o jejum não é um requisito compulsório para se juntar  à comunidade, mas nós promovemos e encorajamos o jejum como um meio biblicamente e historicamente de obter a graça de Deus no contexto de comprometimento com a oração da Palavra (Joel 2:15). O nível com o qual uma pessoa se compromete a manter um jejum (em particular de comida) deve ser determinado de acordo com a idade e considerando quaisquer limitações físicas. Aqueles que têm uma doença ou inabilitação física conhecida, ou aqueles com qualquer histórico de desordens alimentares nunca devem jejuar, exceto com o consentimento e supervisão de um médico qualificado. Grávidas e lactantes não devem fazer jejum de comida ou bebida, de forma que isso poderia afetar negativamente a saúde e o desenvolvimento de seus filhos e de suas próprias saúdes.

Menores/ Crianças


Menores de idade são desencorajados a fazer jejum de comida e nunca devem se comprometer a jejuar sem o expresso consentimento e supervisão dos pais. Menores que decidam jejuar são encorajados a considerar abstenções que não sejam de comida, como TV, filmes, Internet, vídeo games e outros. Se adolescentes mais velhos fizerem jejum de comida, sob supervisão dos pais, nós os encorajamos a fazerem uso de sucos e proteínas para sustentá-los, em consideração à sua saúde e metabolismos.

Jejuar regularmente


A participação em jejuns regulares como um estilo de vida precisa ser acompanhada de um estilo de vida saudável quando não se está fazendo jejum de comida e deve incluir exercícios e uma dieta apropriada. Um “estilo jejuador” é o estilo de vida de um discípulo, em que nós educamos nossos corpos e tempo com sabedoria e diligência. Jejuar não é somente abstenção; é uma troca onde nos abstemos de certas coisas com o fim de “banquetear” na Palavra de Deus e na oração, onde a abundância de Sua graça se faz mais facilmente disponível a nós. Quando se aceita um compromisso como esse, um estilo de vida se faz sustentável a longo prazo, da mesma forma como foi com Daniel e seus amigos (Dn. 1).

Os benefícios do Jejum


Enquanto o impacto físico do jejum é real, os benefícios espirituais são inegáveis. Qualquer jejum deve ser feito com comprometimento espiritual total de coração e sabedoria quando se lida com o corpo físico; devemos considerar os custos honestamente e honrar o templo do Espírito Santo. Se se jejua parcialmente ou abstendo-se, tudo deve ser para a glória de Deus.

Preparo físico para um jejum que se estenda por mais de dois dias

Prepare seu corpo para o jejum e previna gripes durante e depois de jejuar, comendo certas comidas preventivas pelo menos dois dias antes (ou até mais dias para um jejum estendido), tais como: frutas frescas e vegetais crus, sucos de frutas ou vegetais, cereais, etc.
Coma refeições menores alguns dias antes do jejum.
Evite comidas com alto teor de gordura e açúcar antes de jejuar.
Faça seu compromisso e determine a duração. Você pode jejuar de várias formas. Ore e peça a Deus que te dê fé para permanecer até o fim.
Um jejum de Daniel, com vegetais e água, é bom para os que estão sobrecarregados de tarefas.
Um jejum de sucos de frutas ou vegetais te permite entrar na prática do jejum, mas ainda assim te dá energia o bastante para funcionar. Muitas pessoas fizeram o jejum de sucos por 40 dias. Se você tiver problemas ou sensibilidades à ausência de açúcar (diabetes, hipoglicemia, etc), consulte seu médico antes de tentar esse (ou qualquer outro) jejum.
Um jejum de água já foi feito por muitas pessoas. Nós não encorajamos esse jejum sem forte supervisão médica, particularmente no caso de pessoas jovens. Dependendo do seu peso e metabolismo, você pode ir em frente bebendo somente água por quarenta dias.
Um jejum total é aquele sem comida ou água. Não vá além de três dias sem água. Discuta seus planos com seu médico, líderes pastorais e cônjuge ou pais. Não encorajamos esse tipo de jejum sem confirmação específica do Senhor através da sua liderança ou pais.
Dicas úteis para seu jejum (físico)


Beba muita água filtrada. (beber pelo menos metade do seu peso em litros de água por dia é  uma boa regra tanto para tempos de jejum ou não). Água destilada é  ainda melhor, mas água filtrada e purificada também funciona bem.
É sábio se abster de estimulantes fortes como a bebidas com contenham cafeína e açúcar durante um jejum, incluindo as bebidas dietéticas adocicadas. Também evite bebidas de proteína de soja, que são famosas por causar problemas de saúde durante jejuns.
Se você está num jejum de suco, beba sucos de frutas naturais como maçã, uva e abacaxi, as quais são ótimas fontes do açúcar natural necessário para estabilizar o nível de açúcar no sangue e manter os níveis de energia elevados. Os sucos de laranja e toranja também são bons, mas não são recomendados para aqueles que sofrem de artrite e alergias. Monitore cuidadosamente a acidade dos sucos, já que isso pode causar princípios de câncer (aftas, etc.). Os sucos de vegetais crus como cenoura, centeio, beterraba ou combinações de vegetais verdes também são excelentes. Sucos de frutas frescas de vegetais podem ser feitos num extrator ou podem ser comprados em poupas (esteja certo de comprar sucos sem adição de açúcar). Alguns dos benefícios de beber sucos naturais ao invés de engarrafados é que eles não estimulam a digestão (causando fome) e eles mantêm todas as enzimas e valores nutricionais.
Esteja ciente de que desconfortos físicos virão por causa do processo de desintoxicação, especialmente no segundo dia. Você poderá sentir pontadas de fome ou tonturas. A liberação da cafeína e do açúcar pode causar dores de cabeça, mas isso é parte do processo de desintoxicação. Enjôos físicos podem vir acompanhados de fraqueza, cansaço, náusea e sonolência.
Durante o jejum, quatro partes principais do corpo irão sofrer do processo de desintoxicação. Atente ao cuidado com cada uma delas:
O cólon / intestino grosso – Durante um jejum de três ou mais dias, tomar um laxante natural (procure em sua farmácia local) antes de ir dormir irá ajudar a eliminar resíduos sólidos; esses podem causar dores de cabeça e lentidão do lado esquerdo do corpo durante um jejum. Isso deve ser feito logo no início do período de jejum e, após, em intervalos durante o restante do jejum. O corpo começa a ser desintoxicado durante o jejum, depositando as toxinas no intestino. Se você não tomar um laxante, as toxinas poderão ferir os seus intestinos ou poderão reabsorvê-los novamente para a corrente sanguínea, fazendo você sentir náuseas.
Os rins – Beber sucos de frutas, sucos de vegetais, caldos, ou só muita água irá remover muitas toxinas através dos seus rins.
Os pulmões — Se sua força permitir caminhe meia hora por dia para ajudar a limpar os pulmões. Respire fundo também durante o dia, inalando pelo nariz e exalando pela boca.
A pele — Já que um terço do que é eliminado durante o jejum sai via pele, planejar seus banhos é essencial. Use uma esponja de esfoliação natural antes de tomar banho, para ajudar a limpar a pele.
Dicas Úteis para o seu Jejum (Espiritual)


Procure conselho e permissão antes de jejuar. Procure conselho médico antes de jejuar, especialmente se você tiver algum motivo de preocupação ou condição limitada de saúde. Se você tiver menos que 18 anos de idade, converse sobre o seu desejo de jejuar com seus pais. Cobertura espiritual, submissão e unidade são fatores importantes quando for jejuar. Converse sobre os seus planos com os seus líderes espirituais. Lembre-se, jejuar é uma atitude do coração! Pergunte a eles o que eles considerariam jejuar com você.
Jejuar e orar para se humilhar e purificar sua adoração. Jejuar não é tentar conseguir alguma coisa de Deus, mas sim buscar o realinhamento dos desejos dos nossos corações com os Dele. Jejuando, podemos mais eficazmente dizer: “Nós te amamos, Senhor, mais do que tudo no mundo.” A luxúria de qualquer natureza tem pervertido a adoração, mas o jejum nos permite limpar o santuário dos nossos corações de qualquer outra distração.
Não se gabe do seu jejum. Somente diga às pessoas que você não está comendo se for necessário (Mt. 6:16–18)
Faça o jejum com mais alguém. Dois são melhor que um! Nós encorajamos os pais e os filhos a considerar a jejuar juntos. Muitas gerações jejuando juntas terão um impacto poderoso.
Tenha como um alvo claro o foco de orar. Sem uma visão (um propósito claro e profético de orar), as pessoas perecem. Escreva a sua visão para que você possa sempre recorrer a ela (Hb. 2:2)
Tire algum tempo para orar e ler a Palavra. Isso pode parecer óbvio, mas as ocupações e as distrações podem te atrapalhar em suas devoções. Ler livros com testemunhos de vitórias conquistadas através do jejum irão lhe encorajar também. “Shaping History through Prayer and Fasting” de Derek Prince, “Fast Forward”de Lou Engle, e “God’s Chosen Fast” de Arthur Wallis são apenas alguns dos livros sobre jejum que estão disponíveis.
Espere escutar a voz de Deus através da Palavra, sonhos, visões e revelações. Daniel se preparou para receber revelações através do jejum (Dan. 10:1–2). Existe uma recompensa pelo jejum (Mt. 6:18)
Se prepare para a oposição. No dia do seu jejum, você pode apostar que vão ter “sonhos” recheados de creme no seu escritório ou na sua sala. Sua esposa (ou sua mãe) vai de repente se inspirar a cozinhar suas comidas favoritas. Faça um esforço. Muitas vezes você pode sentir mais tensão quando estiver em casa. Satanás tentou a Jesus quando Ele jejuava, e nós devemos esperar o mesmo. O desânimo pode vir como uma enchente, mas respeite a fonte da enxurrada e permaneça na vitória de Cristo.
Se você falhar, não se renda à condenação. O dilema de “jejuar ou não jejuar” pode ser uma arma fortíssima do inimigo. Muito embora você possa falhar muitas vezes, Deus sempre estende a Sua graça. Simplesmente aperte o “delete” e vá em frente com o seu jejum.
Sinta-se livre para descansar muito e continuar a exercitar-se com supervisão.
Avanços comumente acontecem depois do jejum, e não durante. Não dê ouvidos à mentira de que nada está acontecendo. Nós temos convicção de que todo jejum feito com fé será recompensado.
Como entregar seu jejum com sucesso


Entregue seu jejum gradualmente. A essa altura, você irá precisar se exercitar sob supervisão e com autocontrole. Interrompa seu jejum com uma refeição leve e fácil de digerir (ex.: um cacho de uvas, uma maçã descascada, melancia ou vegetais cozidos).
Quando for entregar um jejum de dez ou mais dias, o período de entrega deve ser estendido por um dia para cada quatro dias de jejum.
Um jejum de três dias ou mais nunca deve ser quebrado comendo uma refeição normal (incluindo proteínas animais, pão, açúcar, laticínios e comidas processadas) por que essas comidas são pesadas e causariam dor e contrações dos órgãos digestivos que estiveram descansando durante o jejum. Comer muito depois de um jejum pode produzir desconfortos sérios (cãibras no estômago, náusea e fraqueza) e pode anular os benefícios do jejum; isso também pode causar sérias complicações irreversíveis.
Após quebrar um jejum estendido, continue bebendo sucos de frutas ou vegetais porque o estômago continua desintoxicando.
Durante qualquer jejum que ultrapasse dois dias, seu estômago irá encolher. Não o expanda além do limite novamente por comer demasiadamente. Se você tiver uma queda por comer além da conta, se vigie para não voltar a esse hábito. Se você se treinar a comer mais levemente, seu estômago irá se ajustar aos seus hábitos.
Enquanto continua a beber sucos de frutas e vegetais, adicione o seguinte:
Do 1° ao 3° dia após o jejum (aumente o número de dias para jejuns estendidos) – coma frutas e vegetais crus / cozidos somente. Exemplos de refeições para os primeiros dias são um quilo de fruta, uma batata assada ou frita sem manteiga, vegetais cozidos, ou só uma salada de vegetais sem temperos à base de óleo. Evite bananas nos primeiros dias; elas não têm suco em si e podem facilmente causar cãibras.
Após esse período – você pode voltar para comidas mais pesadas como proteínas animais, mas manter uma dieta saudável depois do jejum irá te dar uma saúde duradoura e irá te permitir a jejuar de maneira correta no futuro.
Tenha cuidado dobrado quando for entregar um jejum de água. Comece bebendo sucos de frutas ou vegetais e gradualmente volte a comer frutas e vegetais cozidos.
É importante, depois de um jejum, discernir entre fome real e desejo para que você não alimente seus desejos.
Informações Médicas Importantes


Anos de jejum feito de forma errada podem causar danos físicos permanentes ao seu corpo. Esses efeitos negativos são tipicamente sentidos na juventude, mas eles vão se acumulando ao longo de anos jejum. Por zelo, algumas pessoas começaram a jejuar de forma extrema antes de entender como o jejum afeta o corpo; aumentar o seu conhecimento e cuidar do seu corpo.
Por zelo, algumas pessoas começaram a jejuar de forma extrema antes mesmo de entender como jejuar afeta fisicamente o corpo; aumentar o seu entendimento e cuidar do seu corpo seja jejuando ou se alimentando, ira’ aumentar sua habilidade de viver num estilo de jejum pelo muitos anos que virão.
Mulheres grávidas ou lactantes nunca devem jejuar de tudo, seja comida ou bebida, já que o jejum pode ser muito perigoso para o desenvolvimento de seus bebês, e para sua própria saúde. Mulheres grávidas ou lactantes podem entrar em tipos de jejuns do tipo que limita o consumo de apenas certos tipos de comida. Entretanto, mulheres que estão grávidas ou em período de amamentação devem sempre manter uma dieta balanceada. Qualquer tipo de jejum que leva a desintoxicação pode ser perigoso para o bebê, já que as toxinas podem afetá-lo através do leite materno ou pela corrente sanguínea.
Pessoas que travaram batalhas com distúrbios alimentares no passado deveriam julgar a possibilidade de jejuar com sabedoria e cuidado. O jejum não deve ser usado como razão para perda de peso; é importante retornar à dieta normal e saudável depois de um jejum longo (como descrito na seção anterior).
Se você tiver alguma doença diagnosticada, e/ou toma medicamento sob prescrição médica, o jejum só deve ser feito sob a supervisão direta de um médico ou profissional de saúde
Algumas pessoas têm problemas em jejuar e se sentem extremamente famintas, atordoadas (vertigem) e nauseadas por causa de taxas baixas de açúcar no sangue, logo eles têm de beber sucos de frutas e sucos de vegetais para ajudar a manter o nível de açúcar estável durante jejuns curtos. Se o suco contiver muito açúcar para o seu sistema, dilua-o em meia parte de água ou beba uma ‘bebida-verde’ (feita de cenouras, centeio, espinafre e salsa). Se algum desses ou outros sintomas persistirem, você deve interromper seu jejum e procurar ajuda profissional de um médico ou profissional da saúde.
Se você tiver problemas digestivos após romper um jejum (por exemplo, diarréia), misture um copo de molho de maçã sem açúcar com um copo de arroz parboilizado cozido. Isso deve parar a diarréia. Também, tome enzimas digestivas (peça ao vendedor da sua farmácia local) para ajudar na transição e digestão estomacal.

Esse material é exclusivamente para propósitos informativos


As informações contidas nesse material se limitam somente a opiniões, e não tem a pretensão de substituir o acompanhamento provido por seu médico ou outro profissional de saúde.

Você não deve usar essas informações para diagnosticar ou tratar problemas de saúde ou doenças, ou ainda prescrever nenhuma medicação. Adicionalmente, essas informações não têm a intenção de diagnosticar, tratar, curar ou prevenir nenhuma doença. Essas dicas foram úteis e obtiveram sucesso aplicando-as, mas elas não oferecem garantias de que você vá jejuar sem experimentar nenhuma dificuldade. Você irá precisar pesquisar por si e conversar com experts da saúde e jejuadores experientes e pedir ao Senhor constantemente para aumentar seu discernimento e sabedoria quanto ao jejum e à vida saudável.

Bibliografia adicional sobre jejum e vida saudável


The Rewards of Fasting, Mike Bickle and Dana Candler
Fast Forward, Lou Engle
Shaping History through Prayer and Fasting, Derek Prince
The Genesis Diet, Dr. Gordon Tessler
God’s Chosen Fast, Arthur Wallis
Hunger for God, John Piper  ?www.billbright.com/howtofast/www.freedomyou.com

|

Nenhum comentário:

Postar um comentário